PUBLICIDADE
Topo

Papa Francisco chega ao Marrocos e é recebido pelo rei Mohammed VI

30/03/2019 11h43

Rabat, 30 mar (EFE).- O Papa Francisco chegou neste sábado a Rabat, a capital do Marrocos, para iniciar uma visita simbólica de dois dias, quase 33 anos depois da viagem do papa João Paulo II ao país norte-africano em 1985.

Em sua chegada ao aeroporto, o pontífice foi recebido pelo rei Mohammed VI, que estava acompanhado de seu filho, o príncipe herdeiro Moulay Hassan, e seu irmão, o príncipe Moulay Rachid.

Mohammed VI e Francisco trocaram algumas palavras antes de se dirigirem à sala do aeroporto onde o líder católico recebeu a tradicional oferenda de boas-vindas com leite de amêndoas e tâmaras.

Em seguida, Mohammed VI e Francisco se dirigiram à esplanada da emblemática Torre Hassan, onde os dois pronunciarão discursos em um dia marcado pela chuva.

Ao longo do percurso do aeroporto à esplanada, Francisco se locomoveu no papa móvel fechado e Mohammed VI em uma limusine aberta, em duas longas comitivas paralelas, enquanto saudavam os cidadãos, que os aclamavam na presença de vários grupos musicais.

Na esplanada, milhares de pessoas aguardavam há várias horas a chegada do papa e do monarca, que receberam as honras de uma unidade da Guarda Real marroquina.

Lá também estavam presentes membros de diferentes associações, assim como estudantes que se reuniram na esplanada com camisetas com imagens do líder católico e do monarca.

A viagem do papa gerou grande expectativa entre os cidadãos marroquinos, que destacaram a "baraka" ("bênção") trazida pelo pontífice, já que sua visita coincidiu com o primeiro dia de chuvas do ano no país norte-africano.

A visita de dois dias do papa Francisco ao Marrocos tem como objetivo fortalecer os laços com o islã e mostrar a proximidade do pontífice com a pequena comunidade católica no país árabe, que tem cerca de 25 mil pessoas. EFE