Topo

Presidente da Áustria lamenta escândalo: "Vergonha e falta de respeito"

2019-05-18T18:55:00

18/05/2019 18h55

Viena, 18 mai (EFE).- O presidente da Áustria, Alexander Van der Bellen, classificou como "vergonha" e "falta de respeito" à população o escândalo que neste sábado resultou na renúncia do vice-chanceler e líder ultradireitista, Heinz-Christian Strache.

"São imagens vergonhosas, uma falta de respeito. Não posso tolerar", disse o presidente sobre o vídeo em que Strache é visto oferecendo favores políticos à suposta sobrinha de um magnata russo em troca de doações ilegais para o seu partido.

De acordo com o governante, "representantes da República quebraram a confiança depositada neles".

"A situação é pouco clara agora, mas nesta situação é a minha responsabilidade fazer com que o nosso país mantenha a calma e a estabilidade nas próximos semanas", comentou.

Van der Bellen explicou que a partir deste domingo definirá os próximos passos "para fazer o necessário para restabelecer a confiança" até as eleições antecipadas, que provavelmente ocorrerão em meados de setembro.

"Aquele que for eleito (pelo povo) deve assumir o cargo com humildade. Precisamos de uma reconstrução da confiança, e isso só pode ser conseguido com novas eleições", opinou.

Strache anunciou no início da tarde a renúncia pelo conteúdo do polêmico vídeo. À noite, o chanceler da Áustria, Sebastian Kurz, confirmou a decisão de convocar eleições gerais antecipadas.

Ao se manifestar sobre o escândalo, Strache disse ser alvo de um "atentado político", mas reconheceu que falou coisas inaceitáveis e em estado de embriaguez enquanto era gravado. EFE

Mais Internacional