Topo

Trump diz que não necessita de bancos para fazer negócios

2019-05-20T14:28:00

20/05/2019 14h28

Washington, 20 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aparentemente incomodado com a cobertura dos veículos de imprensa sobre suas finanças, afirmou nesta segunda-feira que não precisa de bancos para fazer negócios.

Trump postou cinco mensagens sobre o assunto em seu perfil no Twitter em menos de um minuto e, 15 minutos depois, acrescentou uma reclamação porque "duas mensagens se perderam, provavelmente por um erro do Twitter".

Em 30 de abril, Trump e três de seus filhos processaram dois bancos, o alemão Deutsche Bank e o americano Capital One, para impedir que entregassem informações sobre suas finanças ao Congresso.

O documento judicial foi interposto no tribunal do distrito sul de Nova York e supôs uma nova tentativa de Trump para conter a investigação iniciada pela oposição democrata, que tem maioria na Câmara dos Representantes.

Concretamente, Trump, três de seus filhos - Donald Jr., Ivanka e Eric - e sua empresa, a Trump Organization, pediram a um juiz que impeça que os dois bancos apresentem a duas comissões da Câmara informações sobre suas finanças, algo que são obrigados porque a solicitação foi feita através de um requerimento judicial.

O presidente afirmou que o jornal "The New York Times" e "outros veículos de imprensa de notícias falsas seguem escrevendo contos sobre o fato de eu não ter usado muitos bancos porque os bancos não queriam fazer negócios comigo".

"Isso é FALSO! Eu não precisava de dinheiro. É antiquado, mas correto. Quando alguém não precisa ou não quer dinheiro, os bancos não são necessários".

"Os bancos sempre estiveram à minha disposição, eles querem ganhar dinheiro", prosseguiu o presidente. "Os veículos de imprensa Falsos só dizem essas coisas para prejudicar e sempre usam fontes não identificadas (porque suas fontes sequer existem)", complementou.

"Agora a grande história é que Trump ganhou muito dinheiro e que compra tudo com dinheiro em espécie, que não precisa de bancos", escreveu o presidente. "Mas então, onde ele consegue todo esse dinheiro? Talvez da Rússia? Não, eu construí um grande negócio e não preciso de bancos".

"Mas se precisasse, eles estariam lá", acrescentou. "E quanto ao DeutscheBank... foi muito bom e muito profissional no tratamento, e se, por alguma razão, eu não me sentisse bem com eles, procuraria outra parte. Sempre houve muito dinheiro disponível e bancos entre os quais escolher", concluiu Trump. EFE

Mais Internacional