Topo

Holandeses vão às urnas para eleições ao Parlamento Europeu

2019-05-23T07:01:00

23/05/2019 07h01

Haia, 23 mai (EFE).- Os colégios eleitorais da Holanda abriram suas portas, nesta quinta-feira, para que mais de 13 milhões de cidadãos possam comparecer às urnas para eleger os 26 representantes do país no Parlamento Europeu, ao que concorrem 16 partidos de diferentes ideologias.

O início da votação ocorreu por volta das 7h30 (horário local, 2h30 de Brasília) e os cidadãos poderão votar até às 21h (horário local, 16h de Brasília).

Estas eleições são realizadas com o olho no principal partido da extrema-direita holandesa, liderado por Thierry Baudet, especialmente depois de vencer as eleições regionais no mês de março, o que lhe permitiu se tornar o maior partido do Senado holandês, que tem o última palavra sobre as leis.

Baudet exigiu ontem à noite durante um debate com o primeiro-ministro, Mark Rutte, a convocação de um "nexit" (versão holandesa do brexit) e a realização de um referendo sobre a permanência na União Europeia.

"A Holanda estaria enfraquecida fora da União Europeia, há muitas mudanças a serem feitas na UE, mas não valeríamos muito se retirássemos", defendeu Rutte, durante este último debate eleitoral.

O Parlamento Europeu é composto por 751 deputados, que estão divididos entre os Estados-Membros de acordo com o número de habitantes que possuem, por isso a Holanda conta com 26 lugares.

Tradicionalmente, estas eleições receberam pouco interesse dos holandeses, com os dados mais baixos registados em 1999, quando apenas 30% dos cidadãos em idade de votar foram às urnas.

Os holandeses e britânicos são os primeiros dos quase 427 milhões de europeus a votar nas eleições parlamentares. Amanhã será a vez da Letônia, Malta, Eslováquia e República Tcheca. O restante dos Estados-Membros no domingo. EFE

Mais Internacional