Topo

Social-democratas serão maioria entre holandeses na Eurocâmara, diz pesquisa

2019-05-23T18:29:00

23/05/2019 18h29

Haia, 23 mai (EFE).- O partido social-democrata PvdA conseguirá o maior número de cadeiras da Holanda no Parlamento Europeu, seguido pelo liberal VVD e o democrata-cristão CDA, enquanto a extrema-direita, por meio de duas legendas, deverá continuar com quatro assentos, como na atual composição, segundo uma pesquisa de boca de urna das eleições para a Eurocâmara realizada nesta quinta-feira no país.

A Holanda elege 26 dos 751 deputados do Parlamento Europeu, e segundo a pesquisa, cinco serão de representantes do PvdA, do vice-presidente da Comissão Europeia e candidato socialista à presidência do órgão, Franz Timmermans.

Logo atrás ficaria o VVD, do primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, que ficaria com um eurodeputado a mais em Bruxelas. O CDA, partido que faz parte da coligação de governo, também ficaria com quatro, mas perdendo um assento.

Ainda segundo a pesquisa, o progressista D66 perderão metade das cadeiras e passarão a ter duas, o verde Groenlinks conseguirá três, e o Partido Socialista só terá um deputado.

Quanto aos dois partidos ultradireitistas, o Partido da Liberdade (PVV), liderado por Geert Wilders, sofreria um baque se forem confirmadas as pesquisas, porque perderia três cadeiras para outra legenda da mesma tendência, o Fórum para a Democracia (FvD), que entraria pela primeira vez no Parlamento Europeu. Somados, eles teriam quatro representantes no parlamento em Bruxelas.

Os resultados eleitorais oficiais só poderão ser divulgados no domingo, quando fecharem os colégios eleitorais em todos os 28 países membros da União Europeia (UE), com o objetivo de não influenciar os cidadãos que votarão até o fechamento das urnas nos próximos três dias. EFE

Mais Internacional