Topo

Corbyn exige que novo primeiro-ministro convoque eleições gerais

24/05/2019 07h39

Londres, 24 mai (EFE).- O líder da oposição no Reino Unido, o trabalhista Jeremy Corbyn, afirmou nesta sexta-feira, após saber da demissão no próximo 7 de junho da primeira-ministra, Theresa May, que seu sucessor "deve deixar o povo decidir sobre o futuro do país" através da "imediata" convocação de eleições gerais.

Na sua conta do Twitter, Corbyn afirmou que May "aceitou agora o que o país está sabendo há meses: não pode governar nem liderar o seu dividido e desintegrado partido".

"As tórridas injustiças que prometeu realizar há três anos estão inclusive mais claras hoje", comentou o trabalhista.

"O Partido Conservador falhou com o país sobre o 'brexit' e é incapaz de melhorar a vida das pessoas ou lidar com suas necessidades mais urgentes", disse Corbyn.

Além disso, o opositor ressaltou que "o Parlamento está bloqueado e os conservadores não dão soluções aos outros desafios enfrentados pelo país".

A primeira-ministra permanecerá no cargo até a escolha de um novo líder, cujo processo terá começo dentro de duas semanas, depois da visita de Estado do presidente americano, Donald Trump. EFE

Mais Internacional