Topo

Trump discute mudanças climáticas com príncipe Charles e diz que EUA estão "limpos" de emissões

Chris Jackson/Pool/AFP
4.jun.2019 - Príncipe Charles em um jantar com o presidente americano Donald Trump Imagem: Chris Jackson/Pool/AFP

Em Londres

2019-06-05T09:16:00

05/06/2019 09h16

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou em um encontro com o príncipe Charles que seu país está "limpo" de emissões e culpou outros pela atual crise ambiental, segundo informou hoje a emissora britânica "ITV".

O governante americano está no Reino Unido em uma viagem de Estado desde segunda-feira passada e a visita termina hoje oficialmente com sua presença em Portsmouth, no sul da Inglaterra, para comemorar os 75 anos do Desembarque da Normandia, o chamado Dia D, em 6 de junho de 1944.

Em entrevista a um programa da citada emissora, Trump falou da sua reunião de 90 minutos com Charles, que, segundo o presidente americano, "foi quem mais falou".

"(O príncipe) está muito envolvido em temas de mudança climática e isso me parece genial", disse o presidente dos EUA, que se confessou "impressionado" pelo empenho do herdeiro da coroa britânica em zelar pelo meio ambiente e pelo bem das "futuras gerações".

"Quer que haja um mundo que seja bom para as futuras gerações, e eu também", acrescentou Trump sobre sua conversa com o primogênito da rainha Elizabeth II.

Além disso, destacou que quando Charles lhe encorajou a que os Estados Unidos façam mais por essa causa, respondeu que seu país "aparece agora entre os mais limpos" de emissões de dióxido de carbono.

Neste sentido, o governante americano culpou países como China, Índia e Rússia por "não contar com um ar muito bom, não ter muito boa água" e pela sua poluição.

Durante a entrevista, Trump não foi questionado, no entanto, pela decisão que seu governo adotou de retirar-se do Acordo de Paris sobre mudança climática, emoldurado dentro da Convenção Marco da ONU, que estabelece medidas para reduzir as emissões de gases do efeito estufa.

Durante a viagem de Estado, dezenas de milhares de cidadãos protestaram pelas ruas de Londres contra as políticas do presidente e contra esta visita, na qual o país lançou mão de toda sua pompa para dar-lhe as boas-vindas.

Na segunda-feira passada, a soberana britânica ofereceu um banquete no palácio de Buckingham em homenagem a Trump, que também se reuniu ontem com a primeira-ministra britânica, Theresa May, que renunciará nesta sexta-feira como líder conservadora.

Trump visita família real

AFP

Mais Internacional