Topo

Qasim-Yomart Tokayev toma posse como presidente do Cazaquistão

2019-06-12T05:39:00

12/06/2019 05h39

Nursultan, 12 jun (EFE).- Vencedor das eleições presidenciais antecipadas realizadas no último domingo no Cazaquistão, Qasim-Yomart Tokayev, tomou posse nesta quarta-feira como presidente do país, em cerimônia realizada no Palácio da Independência.

Tokayev, que venceu o pleito com quase 71% dos votos, prestou juramento em cazaque, num ambiente solene e na presença de membros do Parlamento, do Conselho Constitucional e da Suprema Corte, assim como de seu antecessor, Nursultan Nazarbayev, que em março deixou a Presidência após 30 anos no poder.

A posse não contou com presidentes de outros países, já que a cerimônia aconteceu apenas três dias após as eleições.

O corpo diplomático credenciado no Cazaquistão esteve presente no Palácio da Independência.

Tokayev, que foi designado por Nazarbayev e o partido governista Nur Otan como presidente do Cazaquistão após a renúncia do pai da nação, prometeu continuar o curso desenvolvido pelo seu antecessor.

"Em primeiro lugar, vou trabalhar na implementação da Terceira Modernização do Cazaquistão, a implementação das idéias das Cinco Reformas Nacionais e outros documentos estratégicos importantes do nosso Estado. Trabalharei na implementação da estratégia de 'Elbasi'", disse, em referência ao título de líder da nação de Nazarbayev, primeiro presidente do país.

No entanto, Qasim-Yomart Tokayev, de 66 anos, prometeu novos enfoques e novas soluções na gestão do país, e afirmou que as autoridades continuarão prestando mais atenção às necessidades das pessoas e para a solução dos graves problemas sociais.

O governo foi instruído a preparar medidas para alcançar resultados tangíveis neste domínio, para atualizar a política social", disse ele, durante seu discurso de posse.

O presidente do Cazaquistão também afirmou que pretende continuar apoiando os empresários para estimular a atividade empresarial e formar uma classe média.

Ele também prometeu assegurar a unidade da sociedade e proteger os direitos de todos os cidadãos em um momento onde exigem melhorias.

"Nossa sociedade está preocupada, haverá um diálogo entre o governo e a sociedade, decidi criar um conselho de confiança nacional, com representação de jovens, cuja primeira reunião será realizada em agosto", disse Tokayev.

"O governo deve cumprir suas obrigações para com o povo e um plano substantivo da minha plataforma eleitoral será desenvolvido", disse o presidente, assegurando que haverá representação de mais jovens na administração pública. EFE

Mais Internacional