Topo

Ex-primeira-dama e candidato de centro-direita vão ao 2º turno na Guatemala

2019-06-17T15:12:00

17/06/2019 15h12

Cidade da Guatemala, 17 jun (EFE).- A social-democrata e ex-primeira-dama Sandra Torres e o candidato da centro-direita Alejandro Giammattei se enfrentarão em um segundo turno pela presidência da Guatemala, que será realizado no próximo dia 11 de agosto.

Com 97% das urnas apuradas, os resultados preliminares divulgados nesta segunda-feira pelo Tribunal Supremo Eleitoral assinalam que Torres, do partido União Nacional da Esperança (UNE), conseguiu 25,27% dos votos (1.095.463).

Em segundo lugar ficou Giammattei, candidato pelo partido Vamos, que obteve 13,93% dos apoios (583.564), número com o qual superou seu perseguidor mais imediato durante toda a apuração, o ex-chefe de gabinete da Secretaria Geral da ONU e candidato pelo partido de centro Humanista, Edmond Mulet, que aparece com 11,18%.

No entanto, o Tribunal Supremo Eleitoral ressalta que estes resultados ainda não são oficiais e que é preciso revisá-los, um processo que deve esperar a resolução das impugnações.

Nesse sentido, o presidente do Supremo Eleitoral, Julio Solórzano, insistiu várias vezes que estes resultados são preliminares e se negou a dizer que Torres e Giammattei, os dois mais votados nas eleições presidenciais de domingo, irão ao segundo turno.

Solórzano, que admitiu que a apuração é lenta devido a complexidades jurídicas e logísticas, disse que houve atos de violência em diferentes municípios do país, que geraram "conflito em matéria de direitos humanos".

A maior parte destes atos violentos, que levaram à suspensão da votação em dois municípios (nos quais ainda será decidido se o pleito deve ser repetido ou não), teve "inconformidades na eleição e no resultado" como "denominador comum".

Segundo o Supremo Eleitoral, a participação do eleitorado foi de 60,34%, enquanto a abstenção foi de 39,66%. EFE

Mais Internacional