Topo

Kremlin afirma que parte do princípio que Irã cumpre acordo nuclear

2019-06-17T10:33:00

17/06/2019 10h33

Moscou, 17 jun (EFE).- O Kremlin declarou nesta segunda-feira que parte da base que o Irã cumpre o acordo sobre seu programa nuclear, como constatou a recente inspeção da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

"Uma muito recente inspeção da AIEA e o relatório da AIEA constataram que o Irã cumpre plenamente as obrigações que assumiu. Por enquanto nós partimos desta base", disse à imprensa o porta-voz da presidência russa, Dmitri Peskov.

O porta-voz acrescentou que o presidente russo, Vladimir Putin, assinalou em várias oportunidades que "o Irã é o país mais inspecionado pela AIEA" e que neste âmbito há completa transparência, o que é reconhecido pelo próprio organismo.

Teerã anunciou hoje que no final do mês as reservas iranianas de urânio enriquecido superarão o teto de 300 quilogramas estipulados no acordo nuclear de 2015.

"Hoje começa a contagem regressiva para que as reservas superem os 300 quilogramas de urânio enriquecido e, dentro de 10 dias, em 27 de junho, passaremos esse limite", afirmou hoje o porta-voz da Agência de Energia Atômica do Irã, Behruz Kamalvandi.

"É mais um passo alarmante para a escalada da tensão na região e nas relações entre o Irã e os Estados Unidos", comentou em seu perfil no Facebook o presidente do Comitê de Assuntos Internacionais do Conselho da Federação (Senado) da Rússia, Konstantin Kosachov.

Segundo o legislador, as declarações das autoridades iranianas têm como principal destinatário os parceiros europeus dos EUA, já que "não é suficiente falar do desejo de manter o acordo sobre o programa nuclear iraniano; é preciso fazer algo para isso".

O Irã decidiu no último dia 8 de maio suspender a aplicação de alguns dos seus compromissos nucleares em resposta à retirada dos EUA do pacto de 2015 e ao fracasso dos demais signatários em enfrentar as sanções americanas. EFE

Mais Internacional