PUBLICIDADE
Topo

Trump chama embaixador britânico em Washington de "louco, estúpido e imbecil"

09/07/2019 11h00

Washington, 9 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reforçou nesta terça-feira suas críticas ao embaixador do Reino Unido em Washington, Kim Darroch, a quem chamou de "louco, estúpido e imbecil pomposo", em meio à polêmica pelo vazamento de documentos críticos ao seu governo.

"O embaixador louco que o Reino Unido designou nos EUA não é alguém com quem estamos impressionados, um cara muito estúpido. Deveria falar ao seu país e à primeira-ministra (Theresa) May sobre sua fracassada negociação do Brexit, e não se incomodar com minhas críticas sobre como isso foi mal administrado", escreveu Trump em sua conta do Twitter.

"Não conheço o embaixador, mas me contaram que ele é um imbecil pomposo", acrescentou o presidente americano.

O ministro de Comércio Internacional do Reino Unido, Liam Fox, que está de visita em Washington, pretendia se reunir hoje com Ivanka Trump, filha do presidente e assessora da Casa Branca.

Não está claro, no entanto, se Darroch acompanhará o ministro britânico em seus encontros com membros do governo americano, como é habitual entre os chefes das delegações diplomáticas.

Ontem, Trump anunciou que não tratará mais com o embaixador britânico em Washington.

As respostas do presidente dos EUA se dão depois da polêmica surgida no fim de semana com o vazamento de alguns telegramas diplomáticos redigidos desde 2017 nos quais Darroch criticava o governo americano.

Nesses textos, revelados pelo jornal britânico "The Mail on Sunday", o embaixador chegou a dizer que para se comunicar com Trump é "necessário apresentar argumentos simples, inclusive rudes" e classificou seu governo de "disfuncional" e "inepto".

May, que deixará o cargo de primeira-ministra do Reino Unido no final deste mês, disse ter "fé completa" em Darroch, através de um porta-voz governamental britânico, e considerou "totalmente inaceitáveis" os telegramas diplomáticos vazados.

Apesar da histórica "relação especial" entre Londres e Washington, Trump fez contínuos ataques a May e vários políticos importantes do Reino Unido, entre eles o prefeito de Londres, Sadiq Khan. EFE

Internacional