Topo

Paraguai busca acelerar acordo com UE em Cúpula do Mercosul

16/07/2019 17h37

Assunção, 16 jul (EFE).- O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, empreende nesta terça-feira uma viagem a Santa Fé, na Argentina, para participar da Cúpula do Mercosul de amanhã, na qual pretende acelerar a implantação do acordo comercial assinado pelo bloco com a União Europeia (UE).

O porta-voz do governo paraguaio, Hugo Cáceres, explicou hoje à "Radio Nacional" que confia que a reunião permitirá "implementar agora algumas medidas que podem ajudar alguns produtos".

A UE e o Mercosul fecharam esse acordo comercial que permitirá criar um mercado de 800 milhões de consumidores, mas que ainda precisa ser ratificado pelos respectivos parlamentos.

Cáceres afirmou que implementar o acordo é "seguramente o tema mais importante agora do bloco" e lembrou a relevância do tratado para a economia dos países do Mercosul "em um momento de muitos desafios regionais".

"Ajuda particularmente o nosso país e temos que estar otimistas com o que podemos conseguir não somente com a União Europeia, mas com outras negociações que estão avançando como Coreia, Singapura e Canadá, que também vão nos ajudar", acrescentou o porta-voz.

Cáceres também afirmou que o Paraguai aproveitará a cúpula para abordar outras questões com seus vizinhos em matéria de acordos bilaterais, como a negociação com o Brasil sobre a exportação de produtos do setor automotivo.

Esta será a 54ª Cúpula do Mercosul, uma organização de integração regional fundada em 1991 por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, que nesta quarta-feira também contará com a presença de Bolívia e Chile, membros associados ao bloco.

Além disso, o presidente argentino Mauricio Macri entregará durante a cúpula a presidência rotativa do bloco ao chefe de Estado brasileiro Jair Bolsonaro. EFE

Mais Internacional