Topo

Unicef diz que chuvas no sul da Ásia prejudicaram 5 milhões de crianças

18/07/2019 16h04

Nova Délhi, 18 jul (EFE).- As chuvas incessantes que provocaram destruição e inundação de residências e plantações no Nepal, na Índia, e em Bangladesh prejudicaram pelo menos 12 milhões de pessoas, entre elas 5 milhões de crianças e causaram a morte de quase 100, alertou nesta quinta-feira o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

"Milhões de crianças tiveram suas vidas prejudicadas devido a fortes chuvas, inundações e deslizamentos de terra", disse o diretor regional do Unicef para o sul da Ásia, Jean Gough, em comunicado.

Nesses países morreram pelo menos 93 crianças por causa das chuvas, de acordo com os dados da organização internacional.

Na medida em que continuam as chuvas de monção, "é provável que esses números aumentem", advertiu Gough.

O maior número de atingidos está na Índia, com mais de 10 milhões de pessoas, entre eles 4,3 milhões de crianças, principalmente nos estados de Bihar, Uttar Pradesh e Assam.

No Nepal, o Unicef estima que 68.666 pessoas tiveram que deixar suas casas por causa das chuvas, incluindo 28.702 crianças.

Nesta região do Himalaia, "morreram 88 pessoas, entre elas 47 crianças (15 meninas e 32 meninos), 31 pessoas desapareceram e 41 estão feridas", indicou o Fundo, citando relatórios do governo do Nepal.

Já em Bangladesh, as regiões central e sudeste foram as mais atingidas com mais de 2 milhões de pessoas deslocadas pelas inundações, entre eles 700.510 crianças. EFE

Mais Notícias