Topo

Bolsonaro afirma que Bolívia deu "bons sinais" para entrar no Mercosul

19/07/2019 11h43

Brasília, 19 jul (EFE).- O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira que a Bolívia deu "bons sinais" para entrar no Mercosul e destacou que espera que o partido do presidente Evo Morales não participe do próximo encontro do Foro de São Paulo, organização que reúne partidos políticos e grupos de esquerda da América Latina.

"A Bolívia quer entrar no Mercosul. Logicamente poderá entrar e conversaremos sobre isso, mas fará isso em uma situação diferente à da Venezuela no passado, que era por ideologia", declarou Bolsonaro em um encontro com correspondentes estrangeiros realizado no Palácio do Planalto em Brasília.

Segundo o presidente, "a Bolívia está dando sinais de que quer se afastar do Foro de São Paulo", cuja próxima edição será realizada no final de julho.

"Espero que o partido de Evo Morales não esteja presente", acrescentou Bolsonaro.

Além disso, considerou que "o grande sinal" de que o governo boliviano quer mudar foi a detenção e extradição para a Itália de Cesare Battisti, ex-militante da extrema esquerda italiana que foi condenado à prisão perpétua em seu país por quatro assassinatos e que esteve refugiado mais de uma década no Brasil.

"Era um terrorista, um ídolo do PT e do PSOL e, imediatamente, o governo boliviano o extraditou à Itália", elogiou Bolsonaro, lembrando ainda que a Bolívia "depende muito" do Brasil, especialmente no comércio de gás. EFE

Mais Internacional