Topo

Apagão na Venezuela completa 15 horas com serviço parcialmente restabelecido

22.jul.2019 - Apagão atingiu 16 dos 23 estados da Venezuela - Marcos Salgado/Xinhua
22.jul.2019 - Apagão atingiu 16 dos 23 estados da Venezuela Imagem: Marcos Salgado/Xinhua

Em Caracas

23/07/2019 09h50

Pelo menos cinco estados da Venezuela continuam sem eletricidade hoje desde o apagão ocorrido ontem à tarde, enquanto o governo informa que houve avanços no restabelecimento do serviço em nove regiões.

Na madrugada de hoje, a estatal Corpoelec, que controla a distribuição de energia em todo o país, informou no Twitter que o serviço estava 100% restabelecido em Caracas e de forma parcial em estados do oeste, como Mérida, Trujillo e Barinas, assim como em Aragua, no norte.

Pouco antes da meia-noite desta terça-feira, a Corpoelec tinha anunciado que outros cinco estados já tinham luz novamente: Nueva Esparta (leste), Bolívar (sul), Táchira (oeste), Lara (oeste) e Anzoátegui (leste).

No entanto, hoje de manhã, centenas de internautas das regiões onde o governo informou que a energia estava religada relatavam que ainda estavam às escuras.

Moradores de estados como Carabobo, Cojedes, Aragua, Portuguesa e Falcón disseram à Agência Efe que continuam sem luz nesta terça-feira, enquanto nas redes sociais circulam informações de que mais de dez de regiões completaram 15 horas de blecaute.

O governo do presidente Nicolás Maduro anunciou a suspensão de atividades trabalhistas e escolares para esta terça-feira para facilitar o restabelecimento do serviço e pediu à população que só saia de casa em caso de emergência.

Em Caracas, o serviço de metrô, que transporta diariamente milhares de usuários, continua suspenso "devido à falha de energia elétrica".

O apagão, que afetou pelo menos 16 dos 24 estados do país, se deveu, segundo o governo, a um "ataque eletromagnético" contra a principal hidrelétrica da Venezuela.

Mais Internacional