Topo

Reino Unido teme escassez de produtos em Brexit sem pacto, revelam documentos

18/08/2019 10h56

Londres, 18 ago (EFE).- Uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE) sem acordo poderia provocar uma escassez de alimentos, combustível e remédios, segundo revelam documentos do governo britânico divulgados pelo jornal "The Sunday Times".

O jornal britânico revelou os conteúdos da Operação "Martelo Amarelo", na qual são expostos os cenários mais prováveis caso o Brexit aconteça sem acordo no dia 31 de outubro.

No entanto, Michael Gove, o ministro encarregado dos preparativos para uma saída sem pacto, garantiu que esses documentos mostram "o pior cenário possível", contradizendo o que foi exposto pela publicação.

Segundo os relatórios, e em relação a um dos assuntos mais complicados da negociação do Brexit, o governo do primeiro-ministro Boris Johnson considera provável a existência de uma fronteira entre a Irlanda do Norte e a Irlanda.

O primeiro-ministro insistiu para que a UE exclua do acordo de saída uma cláusula que garante que não será erguida uma fronteira entre Irlanda e a região britânica da Irlanda do Norte, algo rejeitado pelo bloco.

O governo britânico anunciou neste domingo que o ministro para o Brexit, Steve Barclay, assinou a ordem para desamarrar o Reino Unido das leis da União Europeia mediante a derrogação da Lei de Comunidades Europeias.

Essa lei, conhecida no Reino Unido como ACT 1972, é o que permite que a regulação europeia atue diretamente no país. A rejeição à legislação da UE terá efeito quando o Reino Unido formalizar a saída do bloco, no dia 31 de outubro. EFE

Mais Notícias