Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Mãe e filho pequeno morrem afogados ao tentar cruzar fronteira dos EUA

O Rio Grande tornou-se um símbolo da crise migratória que assola os EUA - AFP
O Rio Grande tornou-se um símbolo da crise migratória que assola os EUA Imagem: AFP

Da EFE, em Washington

17/09/2019 17h31

Mãe e filho, de apenas 1 ano e 9 meses, morreram afogados quando tentavam atravessar o rio Grande, fronteira natural entre o México e os Estados Unidos, informou nesta terça-feira (17) o consulado de Honduras no Texas.

"Fomos notificados pelas autoridades do setor do rio Grande que essas pessoas traziam documentação hondurenha", disse à Agência Efe a consulesa de Honduras na cidade texana de McAllen, Ana Bulnes.

Segundo a consulesa, a mulher e seu filho tentaram atravessar o rio andando. Em comunicado enviado à Efe, um porta-voz da Agência de Proteção Alfandegária e Fronteiras dos EUA (CBP) indicou que o incidente ocorreu na última quarta-feira.

"Estamos seguindo o processo de identificação dos corpos para realmente confirmar a nacionalidade. Uma vez que recebermos do legista a confirmação da identidade, então procederemos com o trâmite de repatriação dos corpos", disse a diplomata.

"O incidente é triste demais, não sei o que dizer", continuou Bulnes.

O porta-voz da CBP explicou que agentes da agência receberam informações sobre um possível afogamento no rio Grande na manhã da última quarta-feira. Segundo ele, um helicóptero foi usado para realizar uma "busca intensiva" na área. No entanto, os corpos só foram recuperados com o uso de um bote.

Em junho, um salvadorenho e sua filha também perderam a vida quando tentavam atravessar a correnteza. Uma foto dos dois caídos às margens do rio foi publicada por jornais de todo o mundo, reacendendo o debate no país sobre a situação dos migrantes na fronteira.

Mais Internacional