Topo

Prefeito de Nova York desiste de concorrer às eleições presidenciais de 2020

20/09/2019 11h19

Washington, 20 set (EFE).- O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, anunciou nesta sexta-feira que desistiu de concorrer às eleições primárias do Partido Democrata, após não conseguir apoio suficiente entre os eleitores.

"Acredito que dei tudo o que pude nestas primárias", argumentou De Blasio em entrevista à emissora "MSNBC".

O governante não conseguiu mobilizar o apoio dos eleitores democratas e não participou do último debate dos pré-candidatos presidenciais na semana passada, em Houston, no estado do Texas. Apenas dez concorrentes compareceram ao embate.

Por enquanto, quem lidera as pesquisas de intenção de voto é o ex-vice-presidente Joe Biden, seguido pelos senadores Bernie Sanders e Elizabeth Warren. Também continuam na disputa o ex-secretário de Trabalho, Julian Castro, a senadora Kamala Harris e o ex-congressista Beto O'Rourke.

Após sair da briga, Bill De Blasio evitou oferecer um apoio específico a algum deles.

"Seja quem for o indicado, vou estar lá por ele", disse De Blasio, que em 2017 foi reeleito como prefeito de Nova York.

Os dez pré-candidatos que se confrontaram em Houston são os únicos dos 20 que continuam na disputa pela indicação democrata e que cumpriram os requisitos impostos pelo partido para integrar o debate: ter mais de 130 mil doadores e chegar a 2% das intenções de voto em quatro pesquisas nacionais.

A disputa democrata só chegará às urnas no dia 3 de fevereiro do ano que vem, quando Iowa, o primeiro estado a votar, realizará as suas primárias.

No lado republicano, o atual presidente, Donald Trump, já anunciou que buscará a reeleição. Apesar de ter três concorrentes na briga pela indicação do partido, Trump é apontado como o favorito, segundo as pesquisas.

As convenções de ambos os partidos, nas quais os candidatos serão eleitos, serão relaizadas em meados do ano que vem. As eleições presidenciais estão marcadas para o início de novembro de 2020. EFE

Mais Notícias