Topo

Assad visita a frente de guerra pela 1ª vez em Idlib

22/10/2019 09h46

Damasco, 22 out (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al Assad, visitou nesta terça-feira as tropas mobilizadas nos arredores da província de Idlib, no oeste da Síria, o primeiro deslocamento do governante à frente de guerra desde que o conflito começou, em 2011.

"O presidente Assad está com os seus homens do Exército Árabe Sírio na cidade de Habit, na linha de frente no campo de Idlib", informou a presidência síria em comunicado oficial divulgado no Twitter.

Assad destacou que, embora dê a mesma importância a todas as partes da Síria, a situação militar na província de Idlib é "prioritária" para recuperar o controle do país e acabar com os rebeldes e os grupos islâmicos.

"O combate em Idlib é o principal para acabar com o caos e o terrorismo em todas as zonas sírias", ressaltou Assad.

De acordo com o comunicado, o presidente sírio entrou em contato com todas as forças políticas e militares locais para oferecer apoio à resistência.

"Dissemos que estamos preparados para apoiar qualquer grupo de resistência, e isto não é uma decisão política, é um dever constitucional e nacional", argumentou.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos informou que, desde esta madrugada, recomeçaram os bombardeios em Idlib, Hama e Latakia com cerca de 150 mísseis.

A visita de Assad a Idlib pretende mostrar o avanço militar na região, que está sob o controle dos grupos islâmicos e jihadistas, assim como dos rebeldes pró-turcos que apoiam a ofensiva de Ancara no nordeste da Síria.

As Forças Armadas turcas estabeleceram em Idlib um sistema de "pontos de observação" onde patrulham sem administrar o terreno. Idlib é o último reduto dos rebeldes no norte da Síria. O governo sírio, com apoio da aliada Rússia, há meses tenta reconquistar o território, no qual os opositores contam com o apoio da Turquia. EFE

Notícias