Topo

Maduro muda de ideia e diz aceitar ajuda do Programa Mundial de Alimentos

22/10/2019 23h04

Caracas, 22 out (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta terça-feira que quer firmar um acordo com o Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU, uma ideia negada pelo governo chavista em várias oportundiades no passado.

"Confirmo meu desejo e minha intenção de assinar um acordo de cooperação humanitária com o PMA já. Ratifico minha intenção para que o PMA chegue à Venezuela", disse Maduro em discurso exibido em rede nacional de rádio e eltevisão.

"Estou pronto, não sei porque o PMA demora tanto", completou.

Vinculado à Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o PMA já afirmou estar disposto a enviar ajuda à Venezuela independente do governo que estiver no poder.

O órgão tem alertado desde janeiro sobre o alto risco de desnutrição enfrentado por milhões de pessoas que deixaram o país pela crise econômica e política da Venezuela. No entanto, o governo chavista ignorou por reiteradas vezes as ofertas de ajuda.

Por enquanto, o PMA se limita a ajudar os migrantes venezuelanos em países da região, como os que fugiram para a Colômbia e para o Equador. Para bancar o auxílio nos dois países, a ONU pediu um apoio de US$ 68,3 milhões. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias