Topo

Dois soldados americanos morrem após queda de helicóptero no Afeganistão

20/11/2019 09h02

Cabul, 20 nov (EFE).- Pelo menos dois soldados das Forças Armadas dos Estados Unidos destacados no Afeganistão morreram nesta quarta-feira quando o helicóptero em que viajavam caiu.

Sem fornecer detalhes específicos do fato, a assessoria de imprensa do Exército dos EUA disse em comunicado que, embora as causas do acidente estejam sendo investigadas, "relatórios preliminares não indicam que foi causado por fogo inimigo".

Também não foi divulgado a identidade das vítimas, pois a política é manter essas informações reservadas até 24 horas após a notificação do falecimento a seus familiares.

Os talibãs, no entanto, afirmaram que o helicóptero foi abatido na província de Logar durante uma operação conjunta das forças afegãs e americanas contra bases insurgentes na região.

"O helicóptero foi abatido e 54 invasores e soldados afegãos foram mortos. Após o acidente, o helicóptero pegou fogo e foi completamente destruído", disse o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid.

Ele acrescentou que, após a queda da aeronave, vários aviões dos EUA chegaram para proteger a área e resgatar os mortos e feridos.

O porta-voz do governador de Logar, Didar Lawang, confirmou à Agência Efe que ontem à noite ocorreram operações militares na província das forças afegãs apoiadas pela aviação estrangeira, mas disse não ter informações sobre se as mortes ocorreram durante o ataque.

Desde o final da missão de combate da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em janeiro de 2015, os Estados Unidos mantêm um contingente no Afeganistão no âmbito da nova missão aliada de aconselhar as tropas afegãs e outra em tarefas "antiterroristas". EFE

Notícias