PUBLICIDADE
Topo

Rússia anuncia que regimento de mísseis hipersônicos "do futuro" está pronto

27/12/2019 09h43

Moscou, 27 dez (EFE).- A Rússia anunciou nesta sexta-feira que foi colocado em serviço o sistema estratégico Avangard, primeiro míssil intercontinental hipersônico e uma arma "do futuro", além de não ter paralelo no mundo, segundo o presidente do país, Vladimir Putin.

"Parabenizo a todos por este grande evento para o país e para as Forças Armadas", disse Sergei Shoigu, ministro da Defesa, em comunicado.

Shoigu informou de manhã a Putin sobre a implantação do primeiro regimento de mísseis Avangard, equipado com uma ogiva planadora capaz de furar o escudo antimísseis dos Estados Unidos.

No contexto do tratado de redução de armas estratégicas (START III), peritos americanos puderam recentemente inspecionar o Avangard durante uma visita à Rússia.

Segundo a imprensa estatal, espera-se que os Avangards sejam instalados na base que abriga a 13ª divisão de foguetes, perto da cidade de Orenburg, não muito longe da fronteira com o Cazaquistão.

O Avangard é composto por um míssil balístico intercontinental equipado com uma ou mais ogivas hipersônicas capazes de manobrar nos planos vertical e horizontal e mudar de rumo antes de atingir o alvo, tornando-o praticamente invulnerável.

Putin apresentou esta arma em março de 2018, durante um discurso sobre o Estado da Nação, o que muitos analistas políticos interpretaram como o início de uma nova corrida armamentista.

Nesta semana, ele definiu o Avangard como "a arma do futuro" e enalteceu que "nenhum país do mundo tem armas hipersônicas em geral, muito menos armas hipersônicas de alcance continental". EFE