PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Sobe para 16 número de mortos por incêndios na Austrália

Peter Parks/AFP
Imagem: Peter Parks/AFP

Em Sydney (Austrália)

01/01/2020 07h24

Os incêndios florestais na Austrália provocaram três mortes nesta quarta-feira, o que eleva para 16 o número total de mortos por esse motivo nos últimos meses, enquanto helicópteros militares apoiam as tarefas de extinção do fogo e resgate.

"Temos três mortos hoje", disse o subcomissário da polícia de Nova Gales do Sul, Gary Worboys, em entrevista coletiva em Sydney, acrescentando que uma pessoa está desaparecida.

Os incêndios também destruíram dezenas de casas e feriram três pessoas no estado, que tem sofrido com o fogo desde setembro. Os bombeiros estão combatendo as chamas e tentando entrar em contato com as comunidades aproveitando uma queda da temperatura antes de sábado, quando os termômetros devem marcar 40 graus Celsius.

Cerca de 50 mil casas estão sem electricidade na costa sul de Nova Gales do Sul, o estado mais afetado pelos incêndios desta época e onde cerca de 2.500 bombeiros combatem mais de uma centena de focos.

O chefe de governo de Victoria, Daniel Andrews, disse à imprensa que ajuda militar, alimentos, água e combustível foram enviados para áreas atingidas por incêndios no estado, principalmente na região de East Gippsland.

Helicópteros militares e embarcações da polícia e da Marinha foram mobilizados para ajudar na evacuação de milhares de pessoas presas em uma praia na cidade de Mallacoota, localizada em East Gippsland.

Os atuais incêndios na Austrália, já situados entre os piores das últimas décadas, queimaram mais de três milhões de hectares desde setembro passado. Nesta temporada, os incêndios começaram muito antes do verão, que tem início em dezembro e termina em março.

Cangurus fogem de incêndio florestal na Austrália

Band Notí­cias

Internacional