PUBLICIDADE
Topo

França utiliza avião militar para retirar doentes graves do leste do país

18/03/2020 15h09

Paris, 18 mar (EFE).- A França iniciou nesta quarta-feira uma operação para retirar pacientes do novo coronavírus no leste do país, foco mais antigo e avançado da doença, em um avião militar para hospitais do Exército no sul, anunciou o Estado-Maior das Forças Armadas.

Nesta primeira operação, seis pacientes em estado grave, internados nos hospitais de Mulhouse e Colmar, foram transferidos para o aeroporto de Basel-Mulhouse-Freiburg onde embarcarão em um Airbus A330 MRTT medicalizado e preparado para a evacuação de soldados feridos na guerra.

Fontes do Estado-Maior disseram à Agência Efe que é a primeira vez que esse tipo de módulo médico é usado para o transporte de civis.

Após uma hora de voo, eles serão internados em dois hospitais militares no sul do país, em Sainte-Anne de Toulon e em Laveran, em Marselha, disse um porta-voz do Estado-Maior, acrescentando que "é possível" que existem novas transferências, embora ainda não tenha sido decidido.

O Estado-Maior do Exército destacou que o avião usado para essa evacuação pertence ao seu destacamento de Istres (sul).

O leste da França abriga o foco mais precoce e mais virulento da doença no país, que sobrecarregou a capacidade dos hospitais da região de receber pacientes em estado grave.

Atualmente, existem cerca de 1,8 mil infectados nessa área, com cerca de 300 novos casos por dia nas últimas horas.

O presidente francês Emmanuel Macron disse na última segunda-feira que o Exército construiria um hospital de campanha naquela região para enfrentar a necessidade de leitos.

A ministra da Defesa, Florence Parly, garantiu hoje através da rede social Twitter que o trabalho de construção já começou. EFE

lmpg/phg