PUBLICIDADE
Topo

OMS pede ligações diárias de filhos e netos a pais e avós confinados

03/04/2020 02h50

Genebra, 2 abr (EFE).- A Organização Mundial de Saúde (OMS) fez um apelo nesta quinta-feira para que filhos e netos mantenham contato diário com pais e avós, quando há necessidade de distanciamento por causa da pandemia da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

"Quero transmitir uma mensagem aos mais jovens: manter seus avós seguros significa que não podem visitá-los, mas telefonem para eles, falem todos os dias, para que não se sintam sozinhos. A distância física não tem que significar isolamento social", disse hoje o chefe do Escritório da OMS para a Europa, Hans Klunge.

O médico, responsável pela condução da organização em mais de 50 países, destacou que as famílias precisam ajudar aos mais velhos, para que entendam adequadamente as informações sobre o novo coronavírus, inclusive identificando fontes confiáveis sobre o assunto.

Na Europa, segundo dados da OMS, 95% dos infectados pelo novo coronavírus tem mais de 60 anos. A metade do total de casos, por sua vez, tem mais que 80. Klunge, no entanto, preferiu lançar um alerta para os mais jovens, que se sentem imunes à doença.

"Qualquer noção de que a Covid-19 somente afeta pessoas mais velhas, é factualmente falsa", explicou.

O representante da Organização Mundial de Saúde na Europa destacou que cerca de 15% dos casos de moderado a graves, por exemplo, são de pessoas com menos de 50 anos.

Notícias