PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
10 meses

Berlim recordará fim da 2ª Guerra Mundial com alerta contra nacionalismos

Exposição digital será acompanhada de campanha de alerta sobre o tema - Reprodução/Band/UOL
Exposição digital será acompanhada de campanha de alerta sobre o tema Imagem: Reprodução/Band/UOL

Da EFE, em Berlim

27/04/2020 17h37

A cidade de Berlim recordará o fim da 2ª Guerra Mundial, que completará 75 anos no dia 8 de maio, com uma grande exposição digital e uma campanha de alerta contra o auge dos extremismos e nacionalismos.

"Tudo começou com as eleições. Tem certeza que você quer as consequências do seu voto", diz uma série de cartazes preparados para a ocasião, lembrando que os nazistas chegaram ao poder através das urnas e mostrando Berlim destruída após a guerra.

Os planos iniciais para a celebração, que contemplavam uma grande exposição ao ar livre, tiveram que ser alterados devido à pandemia de Covid-19.

A exposição ao ar livre migrará para o formato digital e oferecerá, entre outros conteúdos, depoimentos gravados de pessoas que viveram a guerra dentro e fora da Alemanha e histórias de lugares significativos para a ascensão do nazismo e a 2ª Guerra Mundial.

"Agora, o coronavírus marca a nossa atualidade, e algumas notícias passaram para o segundo plano. Mas o perigo da extrema-direita existe. Também há teorias da conspiração que buscam tornar determinados grupos bodes expiatórios para a pandemia", afirmou o secretário de Cultura de Berlim, Klaus Lederer, em entrevista coletiva virtual.

Segundo Lederer, o objetivo é aproveitar o aniversário da data para explicar muitas coisas e recordar as possíveis consequências dos extremismos.

A exposição digital será iniciada em 2 de maio e poderá ser visitada na internet até 2 de setembro. Depois, será mantida uma exposição digital permanente, mas reduzida. Caso a evolução da pandemia permita, será aberta uma exposição no Museu Berlim-Karlhorst dedicada aos últimos meses da guerra.

Parte da exposição gira em torno do significado de quatro lugares importantes da capital alemã: o Palácio do Reichstag (onde funciona o Parlamento federal), o Portão de Brandemburgo, a praça Alexanderplatz e o Estádio Olímpico de Berlim.

O Reichstag indica a dimensão política do nazismo e a resistência. Também lembra o final da guerra e a famosa fotografia de um soldado soviético colocando a bandeira dos vencedores no teto do edifício.

Ao redor do Portão de Brandemburgo estão atualmente as embaixadas dos países Aliados que derrotaram Hitler. "O aniversário é uma ocasião para dizer danke, spasiva, merci e thank you", disse Lederer, agradecendo em alemão, russo, francês e inglês.

O Estádio Olímpico recorda como Hitler instrumentalizou politicamente os Jogos de 1936 quando já se preparava para a guerra. Já a Alexanderplatz é um lugar que representa a vida cotidiana em Berlim.

"Queremos levar as pessoas ao passado, e logo trazê-las de volta ao presente", explicou Björn Weigel, um dos curadores da exposição.

Internacional