PUBLICIDADE
Topo

Pharrell Williams e Taylor Swift pedem que 19 de junho seja feriado nos EUA

20/06/2020 01h43

Los Angeles (EUA), 19 jun (EFE).- Estrelas da música e do cinema como Taylor Swift, Pharrell Williams, Usher e Lupita Nyong'o pediram nesta sexta-feira para o que o dia 19 de junho, conhecido como 'Juneteenth', seja feriado em todo o território dos Estados Unidos.

O dia 19 de junho é lembrado por causa do ano de 1865, quando o general Gordon Granger entrou em Galveston, no Texas, uma das últimas regiões onde a escravidão ainda era praticada, apesar de sua abolição em 1963, e anunciou tanto o fim da Guerra Civil quanto a proibição da prática.

Desde então, o Texas e outras partes do país comemoram o dia com o nome 'Juneteenth' - uma junção do mês de junho com a pronúncia do número 19 em inglês - com eventos como desfiles, orações em massa, leituras e apresentações musicais.

"É hora de pensarmos no que realmente é a liberdade, para vermos que a nossa nunca foi realmente reconhecida. Sim, há 47 estados que mencionam o dia, mas não é um feriado nacional. Merecemos um feriado nacional", declarou Pharrell Williams, vencedor dos prêmios Oscar e Grammy.

"Já se passaram mais de 150 anos desde o primeiro dia 19 de junho. Não está na hora de 19 de junho se tornar feriado nacional?", questionou.

O astro decidiu dar a todos os seus funcionários o dia de folga para, segundo ele, honrar o dia da liberdade e continuar a educar as pessoas e mostrarem-na a história.

"Não se trata apenas de liberdade, mas da luta dos ancestrais, e da determinação de que um dia seus filhos, os filhos de seus filhos e os filhos de seus filhos seriam livres", disse.

Por sua vez, o cantor Usher afirmou que reconhecer este dia como feriado federal seria um pequeno gesto comparado com as maiores necessidades sociais dos negros nos EUA. "Mas pode nos lembrar da nossa jornada para a liberdade e do trabalho que a América ainda tem que fazer", acrescentou.

Da mesma forma, a atriz Lupita Nyong'o destacou em seu perfil no Twitter o papel de Opal Lee, uma ativista de 93 anos que ela chamou de "a força por trás do trabalho de proclamar o dia 19 de junho como feriado nacional".

Além disso, Lupita se juntou a outras estrelas negras, como John Legend, Trevor Noah, Sterling K. Brown e Gabrielle Union em carta assinada por mais de 1 mil representantes culturais convocando para a celebração.