PUBLICIDADE
Topo

Chile tem 4.017 novos casos de infecção pelo novo coronavírus

30/06/2020 01h35

Santiago de Chile, 29 jun (EFE).- O Ministério da Saúde do Chile registrou nesta segunda-feira mais 4.017 casos de infecção pelo novo coronavírus, além de 66 mortes em decorrência da Covid-19, o que eleva os números totais desde o início da pandemia para 275.999 e 5.575, respectivamente.

Em entrevista coletiva, o titular da pasta, Enrique Paris, admitiu que o país está apresentando uma melhora constante, mas que pode ser classificada como "incipiente".

Nos últimos sete dias, a quantidade de novos casos foi reduzida em 20%. Já no período compreendido de duas semanas, a queda foi de 12%.

Hoje, o subsecretário de Redes Assistenciais do Chile, Arturo Zúñiga, informou que há 2.090 pacientes em unidades de terapia intensiva, sendo 1.763 deles ligados a respiradores artificiais.

Ao todo, 401 pessoas estão em estado crítico, de acordo com os dados das autoridades de saúde do país.

Além disso, segue a marca de 2.846 mortes consideradas prováveis para Covid-19, em dado que não é atualizado diariamente pelo governo.

PIÑERA EM POLÊMICA.

O Chile entrou em nova polêmica neste domingo, depois que o presidente do país, Sebastián Piñera, foi flagrado em imagens comprando em uma loja de vinhos. Ao ser consultado hoje, o ministro da Saúde garantiu que nenhuma regra foi desrespeitada.

"O local está autorizado a funcionar, de acordo com as instruções de deslocamentos essenciais. Qualquer pessoa pode ir até este tipo de local, já que é um local que vende alimentos e também bebidas alcoólicas", explicou Paris. EFE

mjca/bg

Notícias