PUBLICIDADE
Topo

Argentina se aproxima dos 70 mil casos de coronavírus

03/07/2020 04h04

Buenos Aires, 2 jul (EFE).- A Argentina relatou 2.744 novos casos de infecção pelo novo coronavírus nesta quinta-feira, o que fez com que o total se aproximasse de 70 mil, com 69.941, enquanto as mortes por Covid-19 chegaram a 1.385, com 22 confirmadas hoje.

Entre as vítimas mais recentes, conforme relatório divulgado à tarde pelo Ministério da Saúde argentino, há dez homens e 12 mulheres, de entre 38 e 100 anos de idade, residentes em Buenos Aires, em outras cidades da província homônima e em Chaco. Pela manhã, já haviam sido confirmados outros 12 óbitos.

Dos 69.941 casos positivos de coronavírus detectados pelas autoridades sanitárias desde 3 de março, 1.067 são importados, 24.969 são contatos próximos de pessoas infectadas anteriormente, 32.144 são de circulação comunitária e 11.761 estão sob investigação epidemiológica.

A província de Buenos Aires continua sendo o foco da pandemia no país vizinho, com 28.784 notificações de contágio, 840 delas comunicadas nesta quinta, só na capital. Nas outras cidades, houve 35.044, com 1.733 de ontem para hoje.

Em todo o país, de acordo com fontes oficiais, há 24.186 pacientes que já receberam alta. Por outro lado, 594 pessoas com Covid-19 estão internadas em unidades de terapia intensiva.

Até agora, na Argentina, onde as medidas de isolamento estão em vigor desde 20 de março, foram realizados 372.108 testes para detectar o vírus SARS-CoV-2, a uma taxa de 8,2 mil testes por milhão de habitantes.