PUBLICIDADE
Topo

Governo da Itália decide vetar voos provenientes de Bangladesh após surto

07/07/2020 15h46

Roma, 7 jul (EFE).- O governo da Itália suspendeu nesta terça-feira todos os voos procedentes de Bangladesh, após ser registrado aumento no número de casos de infecção pelo novo coronavírus ligados a passageiros que vieram do país asiático.

Ontem, as autoridades da região do Lácio, onde está a capital do país, Roma, divulgaram que subiu para 39 o número de testes positivos para o patógeno, entre pessoas da comunidade bangladeshiana.

A decisão de restringir os voos foi tomada pelo ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza. A medida valerá, em primeiro momento, por uma semana. No período "serão trabalhadas novas medidas cautelares para as chegadas de fora do espaço Schengen e da União Europeia", segundo o governo.

Ontem, 215 passageiros vindos de Daca, que desembarcaram no aeroporto de Fiumicino, em Roma, foram submetidos a teste de diagnóstico para o novo coronavírus, antes de serem enviados para hotel onde ficarão isolados até a divulgação dos resultados.

Dos 39 casos ligadas à comunidade bangladeshiana em Roma, 12 foram identificados ontem, o que levou a decisão inicial de testar todos que estivessem chegando do país asiático, que tem 168.645 registros de infecção pelo novo coronavírus, com aumento diário de mais de 3 mil.