PUBLICIDADE
Topo

Argentina tem quase 3 mil novos casos de coronavírus em um dia e bate recorde

Taxista usa máscara com a bandeira da Argentina em Buenos Aires durante pandemia do coronavírus - Ricardo Ceppi/Getty Images
Taxista usa máscara com a bandeira da Argentina em Buenos Aires durante pandemia do coronavírus Imagem: Ricardo Ceppi/Getty Images

08/07/2020 04h01

A Argentina relatou 2.979 novos casos de coronavírus ontem, recorde nacional de notificações em 24 horas, o que elevou o total desde o começo da pandemia para 83.426, enquanto o número de mortes por covid-19 subiu para 1.644, com 42 confirmadas hoje.

O relatório diário emitido pelo Ministério da Saúde do país vizinho nesta terça detalha que entre as vítimas mais recentes do vírus SARS-CoV-2 há 26 homens e 16 mulheres, pessoas de entre 22 e 97 anos de idade, das províncias de Buenos Aires e Salta. Antes disso, no balanço divulgado pela manhã, outros 20 óbitos já haviam sido reportados.

Dos 83.426 casos de coronavírus detectados pelas autoridades sanitárias argentinas desde 3 de março, 1.074 são importados, 28.792 são contatos próximos de pessoas infectadas anteriormente, 39.718 são de circulação comunitária e 13.842 estão sob investigação epidemiológica.

De acordo com fontes oficiais, há 30.095 pacientes que já receberam alta. Por outro lado, 688 pessoas com diagnóstico confirmado de covid-19 permanecem em unidades de terapia intensiva.

A porcentagem de ocupação de leitos de UTis por todos os tipos de patologias é de 52% em todo o país, mas 60,3% se considerarmos apenas Buenos Aires e a região metropolitana (Amba), área que concentra quase 94% dos novos casos de coronavírus em território argentino.

Há quase duas semanas, o governo argentino decidiu prorrogar as medidas de isolamento até 17 de julho, com um endurecimento das medidas na capital do país e a Amba desde a última quarta-feira.

Coronavírus