PUBLICIDADE
Topo

Fortes chuvas deixam pelo menos 13 mortos e 13 desaparecidos na Coreia do Sul

04/08/2020 13h15

Seul, 4 ago (EFE).- As fortes chuvas que continuam atingindo a região central da Coreia do Sul já deixaram pelo menos 13 mortos e 13 desaparecidos, além de danos significativos que causaram o fechamento de várias estradas.

As últimas mortes relatadas nesta terça-feira ocorreram nas cidades de Pyeongtaek e Gapyeong, onde foram registrados seis óbitos devido a vários deslizamentos de terra.

Com isso, 13 pessoas morreram desde o fim de semana, quando as tempestades começaram a atingir com intensidade o centro e o norte do país.

Além dos 13 desaparecidos, cerca de mil pessoas, a maioria na província central de North Chungcheong, tiveram que deixar suas casas e mais de 5,7 mil hectares de terras agrícolas foram inundados, segundo dados do governo sul-coreano.

No total, 44 estradas permanecem fechadas devido a danos causados por inundações e deslizamentos de terra, enquanto três linhas ferroviárias na região central continuam fechadas desde o último domingo.

Os danos também afetam Seul, onde várias estradas nas margens do rio Han tiveram que ser fechadas ontem devido ao aumento da água, que inundou completamente a maioria das ciclovias e parques próximos.

A Administração Meteorológica da Coreia (KMA, na sigla em inglês) disse prever "mais danos causados por causa das chuvas".