PUBLICIDADE
Topo

Japão elege líder do partido governista e provável novo primeiro-ministro

14/09/2020 12h22

Tóquio, 14 set (EFE).- O partido governante do Japão elegeu, nesta segunda-feira, Yoshihide Suga como seu novo líder, um passo preliminar para que ele se torne primeiro-ministro do país nos próximos dias, substituindo Shinzo Abe, que decidiu renunciar por razões de saúde.

Suga, de 71 anos, tem sido o braço direito de Abe no governo que começou em 2012. Ele passará a liderar o Partido Liberal Democrático (PLD) até setembro de 2021, completando o mandato que Abe, que anunciou, no final de agosto, sua saída do cargo.

O novo líder do PLD obteve 377 dos 535 votos em jogo, que incluindo os dos 394 parlamentares do partido e 141 das seções locais desse grupo político nas 47 províncias do país.

Nas eleições internas do PLD, o ex-chanceler Fumio Kishiba ficou em segundo lugar, com 89 votos, e o terceiro lugar ficou com Shigeru Ishiba, com 68 dos 534 votos válidos expressos.

A vitória de Suga já era antecipada há vários dias, levando em consideração o apoio recebido de diferentes grupos do PLD. Em discussões anteriores, Suga se comprometeu a seguir as políticas deixadas por Abe.

O Parlamento realizará uma sessão extraordinária entre as próximas quarta e sexta-feira para a nomeação do novo premiê, e deve ratificar o nome de Suga, pois o PLD tem maioria nas duas câmaras legislativas.

Em mensagem aos líderes políticos que o elegeram, Suga lembrou que Shinzo Abe precisou renunciar por motivos de saúde, devido à colite ulcerosa crônica que sofre há décadas, mas disse que é preciso continuar com seu trabalho.

"Um vácuo político não pode ser tolerado em meio à expansão da pandemia do coronavírus e da crise nacional. Temos de herdar e continuar os esforços do primeiro-ministro Abe", disse Suga.

Shinzo Abe parabenizou Suga pela eleição e lembrou os tempos em que trabalharam juntos dentro do governo.