PUBLICIDADE
Topo

Casa Branca reconhece que não consegue controlar aumento de casos de covid-19

26/10/2020 13h01

Washington, 25 out (EFE).- A Casa Branca admitiu neste domingo que os Estados Unidos não irão conseguir "controlar a pandemia da covid-19", à medida que os casos aumentam e representando uma mudança de sua postura inicial de minimizar a gravidade da crise, que surge justamente quando há um novo recorde de infecções no país.

"Não vamos controlar a pandemia, vamos controlar o fato de conseguirmos vacinas, terapias e outras formas de mitigá-la", disse Mark Meadows, chefe de gabinete do presidente dos EUA, Donald Trump, em entrevista à "CNN".

Questionado sobre por que afirma que a pandemia não pode ser controlada, Meadows respondeu: "Porque é um vírus contagioso, assim como a gripe", acrescentando que a Casa Branca está tentando contê-lo.

Seus comentários vêm um dia depois de Trump insistir que os EUA estão "virando a página" do pior da pandemia e que os dados sobre a incidência em seu país são "incríveis", dizendo que um aumento de casos não é algo para se alarmar.

Na última sexta, os Estados Unidos atingiram um recorde diário de infecções por covid-19, com mais de 85 mil, e ontem atingiu registrou 83.178 casos, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

Quase 8,6 milhões de americanos foram infectados com a doença desde o início da pandemia, e neste domingo ultrapassou a marca de 225 mil mortes por covid-19, mais do que em qualquer outro país.