PUBLICIDADE
Topo

Alemanha bate recorde de mortes por Covid-19 2 semanas após pico de contágio

02/12/2020 12h26

Berlim, 2 dez (EFE).- A Alemanha registrou nesta quarta-feira mais 487 mortes por Covid-19, o que representa um recorde desde o início da pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus, segundo informou o Instituto Robert Koch (RKI), o centro epidemiológico do país.

A quantidade de notificações de vítimas supera a da última sexta-feira, a maior até então, que foi de 426. Ao todo, 17.123 pessoas faleceram devido a infecção desde o início do ano em território alemão.

O recorde diário de óbitos acontece duas semanas após ser alcançado no país o pico da segunda onda de contágio. Em 13 e 20 de novembro, por exemplo, a Alemanha chegou a superar a barreira de 23,5 mil casos do novo coronavírus.

No boletim de hoje do RKI, são contabilizados 17.720 positivos para o patógeno, o que representa uma queda em quase 1 mil, na comparação com a véspera, e de cerca de 1,4 mil, na comparação com sete dias atrás.

A Alemanha, desde o início da pandemia teve 1.084.743 casos confirmados de infecção. Segundo dados oficiais, aproximadamente 779,5 mil pessoas se recuperaram e estão livres do patógeno.

Segundo dados da Associação Interdisciplinar de Medicina Intensiva e de Emergência da Alemanha, 3.919 pacientes estão internados nas UTIs do país com Covid-19.

Atualmente, de acordo com o RKI, a incidência acumulada nos últimos sete dias é de 134 casos para cada 100 mil habitantes. A situação mais preocupante segue sendo a de Berlim, com mais de 200 para cada 100 mil habitantes.

Ainda segundo o Instituto Robert Koch, a taxa de reprodução (R) na Alemanha está em 0,89, o que significa que, um grupo de 100 pessoas que testou positivo infecta em média outras 89. EFE

jpm/bg