PUBLICIDADE
Topo

Porta-voz de Navalny é condenada a 9 dias de prisão por promover protestos

22/01/2021 16h19

Moscou, 22 jan (EFE).- A Justiça da Rússia decretou, nesta sexta-feira, a prisão por nove dias de Kira Yarmysh, porta-voz do líder da oposição Alexei Navalny, por promover os protestos convocados para amanhã em apoio ao ativista, atualmente em prisão preventiva.

"Eles me condenaram a nove dias", escreveu Yarmysh em sua conta no Twitter.

Apesar da condenação, a porta-voz da oposição russa insistiu em seus apelos aos seguidores de Navalny para que se mobilizem em todo o país amanhã.

"Bem, você sabe o que fazer. Em 23 de janeiro, às 14h (hora local), vá para as principais avenidas de suas cidades!", escreveu ela.

A advogada da porta-voz, Veronica Poliakova, anunciou, de acordo com a "Interfax", que vai recorrer da sentença na próxima segunda-feira.

Kira Yarmysh foi presa ontem, assim como outro aliado próximo de Alexei Navalny, o político e advogado do Fundo Anti-Corrupção (FBK), Liubov Sobol.

Navalny foi preso no último domingo ao chegar a Moscou depois de se recuperar na Alemanha do envenenamento que sofreu em agosto do ano passado com um agente tóxico da família Novichok, que, segundo ele, foi ordenado pelo presidente russo, Vladimir Putin.

Após sua prisão, sua equipe convocou protestos em 90 cidades da Rússia para amanhã, diante dos quais as autoridades alertaram que essas manifestações não eram autorizadas e ameaçaram aqueles que delas participam com medidas drásticas. EFE

fss/phg