PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

UE espera conseguir "esclarecimentos" sobre clima no pacto com Mercosul

UE espera conseguir "esclarecimentos" sobre clima no pacto com Mercosul - Getty Images
UE espera conseguir "esclarecimentos" sobre clima no pacto com Mercosul Imagem: Getty Images

02/03/2021 21h23

A presidência portuguesa da União Europeia (UE) disse nesta terça-feira estar confiante em conseguir "esclarecimentos" sobre o compromisso dos países do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) com a sustentabilidade ambiental e climática, no quadro do acordo comercial celebrado entre os dois blocos, ainda pendente de ratificação.

"Acho que precisamos de alguns esclarecimentos. Esses esclarecimentos são possíveis, são viáveis e os contatos que já fiz com meus congêneres do Mercosul e da região, e também com os Estados-membros da União Europeia, levam-me a pensar que estes esclarecimentos que podem fazer", declarou o ministro das Relações Exteriores português, Augusto Santos Silva, cujo país detém a presidência rotativa do Conselho da UE.

O político fez esta declaração durante uma entrevista coletiva após uma reunião dos Vinte e Sete ministros do Comércio.

O Parlamento Europeu e países como França, Bélgica, Holanda e Áustria consideram que o acordo comercial com o Mercosul, alcançado em 2019 após duas décadas de negociação, não contém cláusulas suficientes para proteger o meio ambiente. Essas relutâncias estão atrasando o processo de ratificação do tratado.

Santos Silva salientou que a UE deve se dedicar a trabalhar com os países do Mercosul para "esclarecer que necessitamos de cooperação na dimensão do desenvolvimento sustentável do acordo do Mercosul, abordando em particular a questão das obrigações do Acordo de Paris (sobre o clima) e também a necessidade de combater o desmatamento".

Por sua vez, o vice-presidente da Comissão Europeia (CE) responsável pelo Comércio, Valdis Dombrovskis, insistiu que o Executivo da UE está em contato com as autoridades do Mercosul "para trabalhar em compromissos adicionais em matéria de sustentabilidade, em particular, para tratar desmatamento e questões relacionadas à adesão ao Acordo de Paris".

"Estaremos buscando esses compromissos para garantir que possamos avançar no sentido de uma ratificação bem-sucedida do acordo", disse ele, acrescentando que as decisões sobre "a forma exata de ratificação" são tomadas "caso a caso, após análise jurídica do documento".

Internacional