PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Irmãs do rei da Espanha admitem terem sido vacinadas nos Emirados Árabes

03/03/2021 17h47

Madri, 3 mar (EFE).- As infantas Elena e Cristina, irmãs do rei da Espanha, Felipe VI, admitiram nesta quarta-feira, em uma mensagem publicada por vários veículos de imprensa do país, terem sido vacinadas contra o novo coronavírus no Emirados Árabes, quando foram visitar o pai, o rei emérito, Juan Carlos I.

A nota foi divulgada, por iniciativa da infanta Elena de Bourbon, depois que foi noticiado que ambas tinham sido imunizadas em Abu Dhabi, na segunda semana de fevereiro. A explicação é de que ambas precisavam receber a vacina para obter passaporte sanitário que permitiria que estivessem com o pai com regularidade.

"Se não fosse por essa circunstância, teríamos aderido ao turno de vacinação na Espanha, quando fosse correspondente a nós", disse uma das irmãs de Felipe VI.

A infanta Elena, de 57 anos, vive em Madri, enquanto Cristina, de 55, mora atualmente em Genebra, na Suíça.

Além delas, também foi imunizado nos Emirados Árabes o rei Juan Carlos I, que vive no reino desde 3 de agosto, após a repercussão de supostos negócios ocultos no exterior, além do ex-diretor do Centro Nacional de Inteligência, Félix Sanz Roldán, que também visitou o rei emérito.

CRÍTICAS NA ESPANHA.

A notícia sobre a vacinação das filhas do rei foi alvo de críticas na Espanha, como do vice-presidente do governo do país, Pablo Iglesias, que lembrou que ambas foram imunizadas antes do tempo previsto no calendário espanhol.