PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
4 meses

Espanha pede aos cidadãos estrangeiros que limitem as viagens

18/03/2021 22h31

Madri, 18 mar (EFE).- A ministra das Relações Exteriores da Espanha, Arancha González Laya, pediu nesta quinta-feira aos cidadãos de outros países para limitarem as viagens e serem "prudentes e responsáveis", e lembrou que todos os governos da Europa recomendaram que não se desloquem, exceto em casos de real necessidade.

A Espanha impôs restrições à mobilidade para as próximas semanas com o objetivo de evitar um novo aumento de casos do coronavírus. Estas medidas afetam apenas internamente, uma vez que permitem que turistas europeus viajem para o território espanhol.

Apesar das regiões espanholas estarem fechadas, é possível chegar do exterior de avião, embora com requisitos como um teste PCR negativo realizado em um prazo máximo de 72 horas.

As ilhas Baleares do Mediterrâneo aguardam o retorno de turistas, principalmente da Alemanha, para os quais estão reforçando controles, como a medição de temperatura com câmeras termográficas e exame visual.

A Alemanha retirou regiões espanholas como as Ilhas Baleares das áreas de risco, o que causou uma enxurrada de reservas de voos para essas ilhas, destino preferido dos alemães, embora Berlim insista na recomendação de evitar viagens que não sejam essenciais.

O aumento das reservas da Alemanha também é perceptível nas Ilhas Canárias, embora em menor grau.

A Alemanha é o segundo maior mercado de origem para turistas para Espanha, atrás apenas do Reino Unido, mas os voos das Ilhas Britânicas são muito mais restritos devido ao aumento da cepa da Covid-19 detectada neste país.

González Laya salientou que "estamos num momento de equilíbrio frágil" e que a evolução da pandemia na Espanha e o grau de cumprimento das restrições farão a diferença nos próximos meses, diante da proximidade do verão.