PUBLICIDADE
Topo

Chile tem 6.832 novos casos de Covid, e autoridades falam em "estabilidade"

22/04/2021 21h52

Santiago (Chile), 22 abr (EFE).- O Chile reportou nas últimas 24 horas 6.832 novos casos de Covid-19, um número que levou as autoridades a afirmarem que o país está passando por um momento de estabilidade, após dois meses de uma forte segunda onda de contágio, que levou mais de 90% da população à quarentena total.

O país vizinho soma mais de 1,1 milhão de infecções pelo vírus SARS-CoV-2 até agora e mais de 25,5 mil mortes por Covid, depois que 179 óbitos foram confirmados nas últimas 24 horas.

"Estamos passando por um período de estabilidade, com sinais de uma mudança muito pequena e positiva, mas não podemos nos acomodar", declarou o ministro da Saúde, Enrique Paris.

Apesar disso, nesta quinta-feira houve um dos maiores números de pessoas admitidas em unidades de terapia intensiva durante toda a crise de saúde, 3.375 pacientes, o que significa que apenas 214 leitos desse tipo permanecem livres em todo o país.

Nas últimas semanas, o Chile vem tendo uma taxa de ocupação em UTIs acima de 95,5% devido à segunda onda de contágio, iniciada em março, após as férias, e que elevou o número de infecções a níveis recordes.

A respeito da quarentena, que afetou mais de 90% da população nesse período mais crítico, as autoridades suspenderam o confinamento em algumas regiões, incluindo alguns espaços turísticos no sul do país. Nesses lugares, haverá livre circulação nos finais de semana.

Ao mesmo tempo, o país está realizando um dos processos de vacinação mais bem-sucedidos contra a covid-19 no mundo. Mais de 7,8 milhões de pessoas - ou seja, mais da metade dos habitantes - foram inoculadas com pelo menos uma dose, mais de 35% da população recebeu duas doses e completou o processo de imunização. EFE

pnm/dr