PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

União Europeia processa AstraZeneca por atraso na entrega de vacina

Vacina da AstraZeneca contra a covid-19 - Dado Ruvic/Reuters
Vacina da AstraZeneca contra a covid-19 Imagem: Dado Ruvic/Reuters

11/05/2021 17h31Atualizada em 11/05/2021 17h31

A Comissão Europeia e os países da UE (União Europeia) moveram uma ação, hoje, em que pedem uma indenização à farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca por violação de contrato.

O processo pede apenas um euro de indenização, um valor simbólico e provisório. O governo comunitário e os Estados-membros da UE já tinham denunciado a AstraZeneca para cobrar pelas doses de vacina contra o novo coronavírus que o laboratório não entregou.

Os dois processos correm paralelamente, e a UE pediu urgência na avaliação do que acusa ser um descumprimento do contrato. A próxima audiência está marcada para 26 de maio.

A União Europeia quer receber as 300 milhões de doses da vacina da AstraZeneca que, segundo o contrato assinado em agosto, devem ser entregues até junho de 2021.

A UE quer que a entrega dessas doses seja cumprida até, no máximo, setembro, já que a farmacêutica indicou que só poderá entregar 100 milhões de doses até junho.

A AstraZeneca alega que o montante de doses da vacina indicado no contrato era uma estimativa e que o compromisso assinado ressalta que a empresa faria seus "melhores esforços" para alcançar esse patamar.

Coronavírus