PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Fernández tratou de pandemia e crise econômica durante reuniões no Vaticano

13/05/2021 14h22

Cidade do Vaticano, 13 mai (EFE).- O presidente da Argentina, Alberto Fernández, e o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, conversaram nesta quinta-feira sobre a situação no país sul-americano, "com especial ênfase a alguns problemas como a gestão da emergência pandêmica, a crise econômico-financeira e a luta contra a pobreza".

Fernández se reuniu com Parolin e com o secretário para as Relações com os Estados, Paul Richard Gallager, logo após ter conversado com o papa Francisco por 25 minutos.

Nessas conversas com os superiores da Secretaria de Estado, "as boas relações bilaterais existentes e a intenção de continuar a desenvolver a colaboração em setores de interesse mútuo foram salientadas", segundo informou o Vaticano.

Fernández está na Itália para a última etapa de uma viagem que o levou a vários países europeus para obter apoio para a renegociação da dívida do seu país.

Após as reuniões, a delegação argentina visitou os jardins do Vaticano e o palácio Casina Pio IV, onde a Pontifícia Academia das Ciências tem sua sede, acompanhada pelo seu diretor, o bispo argentino Marcelo Sánchez Sorond, que amanhã organizará um seminário do qual participarão a diretora-administrativa do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, e o ministro da Economia argentino, Martín Guzmán.

O presidente argentino se reunirá ainda hoje com o presidente da Itália, Sergio Mattarella, e com o primeiro-ministro, Mario Draghi, para obter seus apoios na renegociação da dívida do país com o Clube de Paris e o FMI.

Fernandez chegou à Itália ontem à noite vindo da França depois de também ter visitado Portugal e Espanha, onde obteve o apoio dos governos desses países.