PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Casos de covid caem pela 1ª vez nos 50 estados dos EUA, diz Biden

18/05/2021 02h08

Washington, 17 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta segunda-feira que pela primeira vez durante a pandemia houve queda nos números de casos de covid-19 nos 50 estados do país e ressaltou que 60% da população adulta já recebeu ao menos uma dose de vacina contra a doença.

O "progresso é inegável, mas ainda não terminamos", advertiu o presidente americano, que fez um novo apelo à população para que se vacine.

"Você pode se proteger sendo vacinado ou pode se preocupar (com o contágio) usando máscara até ser vacinado", disse Biden em discurso na Casa Branca.

O político também advertiu que nos estados onde a vacinação está avançando menos existe o risco de que os bons dados agora registrados possam piorar novamente e frisou que será uma "tragédia desnecessária" ver aqueles que resistem à imunização acabarem infectados.

Depois de destacar o fato de que 60% da população adulta já recebeu ao menos uma dose da vacina, Biden afirmou que a "luz no final do túnel" está ficando "mais brilhante" a cada dia.

Alguns dias depois de o Centro de Controle de Doenças (CDC) anunciar que a máscara não é necessária para aqueles que estão totalmente vacinados, Biden falou sobre esta decisão que gerou controvérsia no país.

Ele disse que há duas maneiras de se proteger, seja se vacinando ou usando máscara, e que compreende que há aqueles que, mesmo após a vacinação, querem continuar a usá-la.

"Sejamos todos gentis e respeitosos uns com os outros, e enquanto saímos desta pandemia, respeitemos aqueles que querem continuar usando máscaras mesmo que estejam vacinados", acrescentou.

Biden pediu o esforço de todos para que seja alcançada a meta de vacinar 70% dos adultos com pelo menos uma dose até a celebração do Dia da Independência do país, em 4 de julho.

O presidente dos EUA comentou ainda o anúncio feito pela Casa Branca de doação - junto com as 60 milhões de vacinas da AstraZeneca que não serão utilizadas - de 20 milhões de doses de imunizantes de Pfizer, Moderna e Janssen.

Esta será a maior doação feita por um país, cinco vezes superior à de qualquer outro, ressaltou Biden, além de garantir que os EUA continuarão a ter vacinas suficientes para inocular seus cidadãos.