PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Cuba registra 1.244 casos de Covid-19, 3ª cifra mais alta da pandemia

18/05/2021 20h04

Havana, 18 mai (EFE).- Cuba registrou nesta terça-feira 1.244 novos casos de Covid-19, o terceiro maior número de infecções diárias desde que o primeiro caso foi confirmado em março do ano passado, segundo informou o Ministério de Saúde Pública da ilha.

O país caribebho, que há oito dias consecutivos registra mais de mil casos por dia, já acumula 126.755 infecções e 826 mortes, das quais 12 foram confirmadas nas últimas 24 horas.

Do número total de contágios detectados hoje após o processamento de 21.995 testes, 1.205 são casos autóctones e 39 são importados.

Além disso, 27.227 pessoas estão internadas em hospitais cubanos, das quais 6.712 são casos confirmados, 4.353 com suspeitas de sintomas e os demais sob vigilância epidemiológica.

Havana foi responsável pela maioria das infecções do dia, com 600 casos, seguida pelas províncias de Mayabeque (128) e Santiago de Cuba (100).

Na capital cubana, onde vivem 2,2 milhões de pessoas, está em vigor um toque de recolher noturno e outras medidas para diminuir as taxas de transmissão do coronavírus.

Nesse território, e em outras zonas de risco do país, foi iniciado na semana passada um estudo de intervenção sanitária com duas das cinco candidatas a vacinas que Cuba está desenvolvendo contra o coronavírus: Abdala e Soberana 02.

Até agora, mais de 440.000 pessoas receberam a primeira dose destas vacinas, que se encontram na terceira e última fase dos testes clínicos, razão pela qual ainda não possuem registro farmacológico ou autorização para o uso emergencial.

As autoridades esperam obter essa autorização - que permitiria o início da campanha de vacinação em massa - em junho, após a divulgação dos resultados dos testes clínicos.

Cuba não faz parte do consórcio Covax, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para que países em desenvolvimento tenham acesso às vacinas, nem as adquiriu no mercado internacional.