PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Uruguai é o 1º país latino-americano a vacinar adolescentes contra a covid-19

09/06/2021 23h22

Montevidéu, 9 jun (EFE).- O Uruguai iniciou nesta quarta-feira seu processo de vacinação contra a covid-19 para a população de 12 a 17 anos, sendo o primeiro país da América Latina a imunizar menores de idade.

Conforme anunciado pelo presidente Luis Lacalle Pou, durante entrevista ao "Canal 10" no último dia 1º, jovens entre 12 e 17 anos receberão a vacina de Pfizer/BioNTech para ampliar o processo de imunização da população.

Fontes do Ministério da Saúde Pública (MSP) confirmaram à Agência Efe que, até ontem, 157.314 adolescentes haviam cadastrado seus dados e, destes, 69.195 já foram informados sobre local e dia que serão vacinados.

A única diferença entre este processo de inoculação e o desenvolvido até agora com outras faixas etárias é que a assinatura do consentimento deve ser feita por um adulto que acompanha os menores ao posto de vacinação e que a ordem de aplicação será por idade e não por inscrição: em primeiro lugar, os de 17 anos e daí por ordem decrescente até os 12.

O presidente da Autoridade Nacional de Educação Pública, Robert Silva, descreveu a decisão do governo como "uma grande notícia para o país e para a educação", conforme escreveu em seu Twitter no início de hoje.

As autoridades sanitárias optaram por priorizar esse grupo populacional com vistas ao regresso às aulas presenciais, suspensas desde 23 de março de 2020, como forma de coibir infecções e cujo retorno está sendo desenvolvido progressivamente.

No caso do ensino médio, ocorreria após as férias de inverno, em julho.

Como pode ser visto no monitor da web desenvolvido pelo MSP, o Uruguai administrou 3.085.860 doses da vacina contra covid-19 até às 18h27 (hora local) de ontem.

Até o momento, 30,42% da população (1.076.196 pessoas) já completaram o processo de imunização com as duas doses da Pfizer ou da chinesa CoronaVac. Além disso, 933.468 pessoas receberam a primeira dose com as vacinas Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca.

O último relatório do Sistema Nacional de Emergências (Sinae) apontou que o Uruguai acumula 322.978 casos, dos quais 34.832 estão ativos, e 4.749 mortes por covid-19.