PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Portugal registra 1.497 casos de covid-19, o maior aumento em mais de 4 meses

23/06/2021 22h48

Lisboa, 23 jun (EFE).- Portugal registrou nesta quarta-feira 1.497 novas infecções por covid-19, o maior aumento diário desde 20 de fevereiro deste ano, em um dia em que também notificou três novas mortes e a incidência da doença ultrapassou os 120 casos por 100 mil habitantes.

De acordo com o boletim da Direção Geral da Saúde (DGS), a incidência acumulada em 14 dias passou de 119,3 casos por 100.000 habitantes para 128,6, e o índice de transmissibilidade é de 1,17, caindo do 1,18 anteriormente registrado.

Com estes números, Portugal entrou claramente na zona vermelha de acordo com a escala estabelecida pelas autoridades para decidir sobre o andamento do plano de reabertura, o que poderá levar ao anúncio amanhã de que não é possível dar um passo em frente no fim das medidas restritivas.

O país tem atualmente 437 pessoas internadas com covid-19, 13 a menos que no dia anterior, e 100 delas estão em unidades de terapia intensiva, uma a menos que no dia anterior.

A região de Lisboa e Vale do Tejo é a mais afetada, acumulando 64,4% das infecções. De acordo com a DGS, 964 do total das novas infecções pertencem a estes dois territórios.

Depois desta região, o Norte foi o que mais notificou infecções, com 208, seguido do Algarve, com 127, Centro, com 108, Alentejo, com 59, Açores, com 19, e Madeira, com 12.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, Portugal já registrou 868.323 casos positivos e 17.077 mortes causadas pela doença.

ACELERAÇÃO DA VACINAÇÃO.

O país, que luta contra a variante delta que já responde por mais de 60% das novas infecções em Lisboa, vai abrir a vacinação para a faixa etária entre 18 e 30 anos no próximo dia 4 de julho.

O objetivo é atingir a imunidade de grupo, de 70% da população vacinada, em 8 de agosto, embora essa meta possa estar comprometida pela falta de doses, segundo o coordenador da campanha de vacinação, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.

Gouveia de Melo não descartou a ampliação do horário de atendimento nos postos de vacinação para inocular até 140 mil doses por dia.

Atualmente, com o ritmo médio de mais de 100.000 vacinações diárias, Portugal tem cerca de 47% da população vacinada com a primeira dose e 30% com o esquema completo.