PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
2 meses

Presidente interino do Mali sofre tentativa de esfaqueamento em mesquita

20/07/2021 21h24

Bamako, 20 jul (EFE).- O presidente interino do Mali, coronel Assimi Goïta, sofreu nesta terça-feira uma tentativa de ataque na Grande Mesquita de Bamako por parte de homens desconhecidos, disseram fontes da polícia à Agência Efe.

Um dos agressores tentou atingir o mandatário com uma faca, mas não alcançou o alvo e foi rendido pelos seguranças de Goïta.

A presença de Goïta na mesquita já era esperada por ser o local onde o político comparece para a oração da Festa do Sacrifício, a mais importante do calendário muçulmano, que é celebrada nesta terça-feira no Mali.

A tentativa de ataque aconteceu quando o imã da Grande Mesquita, como máxima autoridade religiosa, se dirigia para a saída para degolar simbolicamente o primeiro carneiro. Todos os presentes estavam se movendo nesse momento.

Após a tentativa de esfaqueamento, os seguranças evacuaram o presidente interino para um lugar seguro. Um segundo agressor foi identificado, mas seu paradeiro ainda não foi informado.

Ainda não se sabe se a ofensiva tinha motivações políticas ou se foi originada por discrepâncias entre militares, dado o momento conturbado do Mali, com dois golpes de Estado em um ano, ambos liderados pelo próprio Goïta, de 37 anos, e um grupo de militares aliados.

Atualmente, Goïta é presidente transitório durante um período de 18 meses que terminará em fevereiro de 2022, após compromissos firmados entre os golpistas e a Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), à qual o Mali pertence.

Quando protagonizou o segundo golpe de Estado, em maio, Goïta se comprometeu a respeitar o prazo do governo de transição e entregar o poder aos civis.