PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Chile abre fronteira para cidadãos locais e estrangeiros residentes vacinados

23/07/2021 01h12

Santiago, 22 jul (EFE).- O Chile abrirá suas fronteiras na próxima segunda-feira para cidadãos nacionais e residentes estrangeiros que estejam totalmente imunizados há mais de 14 dias contra a covid-19, embora a entrada de turistas continue proibida, exceto em algumas exceções, informaram as autoridades locais nesta quinta.

Para os nacionais e residentes estrangeiros não vacinados, valem as mesmas regras em vigor até agora: todos podem entrar livremente no Chile, mas só quem vai residir definitivamente fora do país, quem vai realizar trabalho essencial para o país, trabalho humanitário ou medidas essenciais para sua saúde podem sair.

"Para as pessoas com passe de mobilidade habilitado (cartão que atesta o calendário completo de vacinação) ao entrar no país, o período de isolamento de 10 dias será em casa", anunciou a subsecretária de Saúde Pública, Paula Daza.

O Chile fechou completamente suas fronteiras no mês de abril e até agora vinha obrigando qualquer pessoa que entre no país a ficar em quarentena em um hotel sanitário, medida que será mantida para os não vacinados.

Após uma grave segunda onda que colocou o sistema hospitalar sob pressão entre março e junho, a pandemia está recuando no país e os vacinados gozando de maiores benefícios, como acesso a academias, teatros, cinemas e centros para idosos em grande parte do país.

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 1.861 casos e 181 mortes por covid-19, deixando o saldo total da crise sanitária em 1,6 milhão de infecções e 34.792 vítimas.

A taxa nacional de positividade foi de 2,6%. Número que está há duas semanas abaixo dos 5%, limite estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para considerar a pandemia controlada.