PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Instituto registra 35% mais mortes por covid em 2020 no México do que governo

29/07/2021 18h37

Cidade do México, 29 jul (EFE).- O México contabilizou 201.163 mortes por covid-19 em 2020, 35% a mais do que o balanço oficial da Secretaria de Saúde do governo (SSa), segundo informou nesta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística e Geografia do país (Inegi).

"Com os dados preliminares, baseados nos registros administrativos, no México foram registrados 201.163 óbitos por covid-19 durante 2020, quantidade que pode ser comparada com as 148.629 vítimas confirmadas pela SSa", afirmou Julio Santaella, presidente do Inegi.

O país é o quarto do mundo com mais mortes provocadas pela doença, em um total de quase 240 mil. Além disso, foram notificados 2,79 positivos desde o início da pandemia, segundo a Secretaria de Saúde.

Os cálculos do Inegi são feitos a partir dos atestados de óbito do departamento de Registro Civil, dos Serviços Médicos Legais e dos boletins estatísticos das Agências do Ministério Público nacional.

Segundo os dados divulgados nesta quinta-feira pelo Inegi, a covid-19 foi a segunda maior causa de mortes do México, apenas atrás das doenças do coração, que deixaram 218.885.

Logo atrás, aparecem a diabetes, com 151.214 mortes, os tumores malignos, com 90.645, e a gripe e a pneumonia, com 56.830.

Os homicídios foram a oitava causa de óbitos no México, com 36.579 óbitos.

Por estado, a Cidade do México foi a que teve maior quantidade de mortes por cada 10 mil habitantes, com um total de 32, seguida pela Baixa Califórnia, Estado do México e Sonora, todos com 21.