PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Papa Francisco condena o "abuso de poder" dentro da Igreja Católica

16/09/2021 20h45

Cidade do Vaticano, 16 set (EFE).- O papa Francisco criticou nesta quinta-feira o que classificou como "abuso de poder" existente dentro da Igreja Católica, que acabaram resultando em "pecados infames" cometidos dentro de diversas congregações.

"O exercício de governança dentro das associações e movimentos é um tema que me preocupa especialmente, sobretudo, considerando os casos de abusos de diversa índole que também aconteceram nessas realidades, e que sempre têm sua raiz no abuso de poder", afirmou o pontífice.

Francisco relembrou as "não poucas vezes" em que a Santa Sé "teve que intervir, iniciando processos de reorganização não fáceis, em situações muito ruins, que causaram ruído", disse o papa, em evento realizado no Vaticano.

O papa lamentou que muitas congregações religiosas se viram envolvidas em "situações duríssimas, sob o ponto de vista apostólico, com pecados infames" e citou o caso de três associações na Argentina que foram dissolvidas.

O líder da Igreja Católica condenou o "afã pelo poder e a deslealdade", como "dois obstáculos que um cristão pode encontrar em seu caminho e que o impedem de se converter em um verdadeiro servidor de Deus e dos demais".